Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos, ainda, que atualizamos nossa Política de Privacidade.
CONTINUAR

Audiência Pública: Entidades da sociedade civil organizada são retiradas da lista de oradores

Sessão da Reforma da Previdência Estadual ocorre dia 19, a partir das 15h

A reforma da previdência estadual é tema que envolve de forma direta as entidades que representam a sociedade civil organizada para defender os interesses de milhares de empreendedores, empresas e colaboradores dos mais variados segmentos de atividade, que geram emprego e renda para milhões de catarinenses. Contudo, tamanha importância foi arrancada na manhã desta quarta-feira (14), quando oito das 12 representantes do setor produtivo tiveram as inscrições desprezadas pela comissão organizadora.

Ora, que agora gera uma grande dúvida entre os representantes. Por que que as inscrições foram solicitadas com antecedência e logo após o encerramento as participações foram desconsideradas?

A decisão da comissão não foi democrática ao vetar as manifestações em audiência pública, ambiente propício para discussões e alinhamentos para construção de uma melhor vitalidade financeira para o Estado de Santa Catarina.

A CDL de Florianópolis defende a participação igualitária das Entidades na sessão plenária no dia 19 de julho, que discutirá o futuro da economia no Estado, visto que é a sociedade civil organizada que luta diariamente pela sobrevivência da iniciativa privada para manter os empregos e o desenvolvimento econômico em tempos obscuros.

Pedimos ainda, que os deputados estaduais possam manifestar a favor da sociedade, da população que soma de mais de sete milhões de catarinenses impactados diretamente com a reforma da previdência estadual. Deputados, mantenham as representações na lista de oradores da audiência pública, o Estado não tem mais tempo a perder, precisamos unir esforços para que milhões de pessoas não sejam prejudicadas.


Acompanhe a CDL nas redes sociais
Instagram: @cdlflorianopolis
Facebook: CDL Florianópolis

Voltar

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ver mais notícias