IMPRENSA | Notícias |

Conselho Municipal de Combate à Pirataria é reativado na Capital

CDL de Florianópolis faz parte do grupo para coibir a ilegalidade na Cidade

Criado em 2010, o Conselho Municipal de Combate à Pirataria (CMCPF) foi reativado na tarde desta quinta-feira (19), em solenidade de posse na Secretaria Municipal de Segurança Pública. O Secretário Municipal de Segurança Pública, Alceu Pinto, foi nomeado presidente do conselho e a CDL de Florianópolis é uma das 23 representações que compõem o grupo.

Representam a entidade no CMCPF o diretor de Assuntos Públicos e Políticos, Lidomar Bison e o conselheiro Rodrigo Marques, titular e suplente, respectivamente. O grupo tem a missão de unir as forças da segurança, da fazenda e da sociedade civil em prol da concorrência leal na comercialização de produtos, evitando assim a sonegação de impostos, mão de obra análoga a escravidão e a concorrência desleal.

Para o conselheiro da CDL de Florianópolis e suplente do Conselho, Rodrigo Marques, atuação do grupo é fundamental para que a articulação entre o poder público e entidades civis possam combater um dos maiores problemas que Florianópolis enfrenta hoje, que é a pirataria.

“A condição de Florianópolis hoje é ruim, existe uma concorrência desleal por conta dos produtos que não pagam impostos e nem recolhem os encargos. O comércio regular é que mais sofre com essa condição, visto que contribui com o município pagando em dia os impostos, gerando emprego e renda. Mais uma vez precisamos trabalhar fortemente no combate à pirataria”, defende Marques.

Voltar