Clipping - 06/12/2017

CDL de Florianópolis

TV Catarina: Meio-dia Catarina
Pauta: Horário Especial do Natal
Clique aqui para assistir na íntegra.

SBT: SBT meio-dia
Pauta: Conselho Municipal de Combate à Pirataria
Clique aqui para assistir na íntegra.

Fonte: Notícias do Dia

Geral

Fonte: Notícias do Dia

Aprovado projeto que prevê suspensão de CNH apenas no ano que motorista atingir 20 pontos

Proposta de autoria do deputado Gelson Merisio foi votada pela Assembleia Legislativa nesta terça-feira

Um projeto de lei para que a suspensão das CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) por pontuação acumulada só seja feita no mesmo ano em que o motorista acumulou os 20 pontos foi aprovado nesta terça-feira (6) pela Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). Foram 37 votos favoráveis entre os 39 deputados presentes em plenário.

A proposta é do deputado Gelson Merisio (PSD) e surgiu após o anúncio no início deste ano de que o Detran-SC (Departamento de Trânsito de Santa Catarina) começou a suspender a carteira de motoristas que atingiram 20 pontos entre os anos de 2012 e 2016. “Meio milhão de catarinenses estavam sendo notificados que iriam perder a carteira de motorista por multas de até cinco anos atrás por um atraso no sistema do Detran. Agora isso vai ser corrigido”, afirmou Merisio.

De acordo com o deputado, esta nova forma de suspensão da carteira será mais justa e transparente. “A pontuação por infrações no trânsito deve ser usada para educar o motorista. O órgão de trânsito só poderá cassar as carteiras de multas acumuladas até 2017 e notificadas aos condutores ainda nesse ano, com um foco na característica pedagógica da pontuação”, disse.

O projeto ainda prevê que o Detran-SC crie um mecanismo de emitir alertas aos condutores que estiverem se aproximando dos 20 pontos. Por meio do site do órgão os motoristas poderiam se cadastrar para receber alertas por e-mail quando chegassem a 15 pontos acumulados. “Isso vai permitir que o motorista tenha mais cautela ao dirigir e vai evitar que ele tenha a carteira suspensa. É um efeito pedagógico”, diz o deputado.

Em janeiro, foi publicada no “Diário Oficial” de Santa Catarina uma lista com mais de 500 mil motoristas que teriam suas carteiras suspensas por atingirem os 20 pontos acumulados em 12 meses entre os anos de 2012 e 2016 – já que o prazo máximo para punir é de cinco anos. A demora para o envio de notificações se deu por que o sistema do Detran-SC para envio e análise dos casos era feito de forma manual e foi substituído em dezembro do ano passado por um processo automatizado, exigido por uma decisão do TCE (Tribunal de Contas do Estado) de 2015.


Fonte: Notícias do Dia

Esquema de reversão de pista no Sul da Ilha deve mudar mais vezes na temporada de verão

Sistema de faixa reversível na SC-405 desagrada motoristas; Polícia Militar Rodoviária diz que não horário fixo para a reversão

Diariamente, motoristas que precisam acessar ou sair do Sul da Ilha pela SC-405 enfrentam grandes filas nos dois sentidos. Em um trajeto que poderia ser feito em no máximo dez minutos, motoristas levam até 40 minutos, principalmente de manhã e final da tarde. Entre o elevado da Seta e o elevado do Rio Tavares, ainda em construção, há três faixas que são operadas de forma reversíveis por meio da sinalização de semáforos. Mas motoristas reclamam do sistema de reversão das pistas, pois em muitos momentos a pista dupla liberada fica com pouco fluxo de veículos. A PMRv (Polícia Militar Rodoviária) diz que o monitoramento da SC-405 é feito por meio de câmeras e a atenção será redobrada na temporada de verão.

Pela manhã e ao longo do dia, duas pistas são liberadas para quem sai do Sul da Ilha, no sentido bairro-Centro. Já no final da tarde, a reversão é ao contrário: duas pistas são liberadas no sentido Centro-bairro. Mesmo assim, os motoristas precisam ter paciência e contar com a sorte, já que 60 mil veículos passam por dia na SC-405, segundo o 1º sargento da PMRv, Demilson Sebastião Rosa. No verão, segundo Rosa, o número de veículos pode chegar a 120 mil por dia.

A empresária Ana Carolina Fiorentino, 35 anos, moradora do Rio Tavares, fez questão de dizer que sempre enfrenta filas na SC-405. “Os horários das pistas duplas não condizem com a realidade do fluxo do local. É necessário um monitoramento em tempo real e mais preciso para adequar o trânsito com a realidade do momento. Tem vezes que um lado está totalmente parado e o outro com duas pistas e praticamente nada de fluxo. A sugestão é reverter nesse momento, pois desafoga e resolve o problema”, sugere.

Para José Vieira Rodrigues Filho, 57, morador do Ribeirão da Ilha, a construção da terceira pista e do elevado do Rio Tavares é um desperdício de dinheiro público. “Seria muito mais viável e barato abrir o acesso ao Sul da Ilha pelo bairro Carianos. Não enfrentaríamos esse problemão e não haveria tantos gastos. Eu evito sair do Sul da Ilha, tento resolver o máximo de coisas por aqui. Com a temporada chegando já sabemos o que iremos enfrentar”, diz.

Não há horário fixo de reversão de pista

Conforme o 1º sargento Demilson Sebastião Rosa, não existe um horário fixo de reversão de pista, já que há um monitoramento da SC-405 através de câmeras. “Geralmente o momento mais crítico é de manhã, na saída do Sul da Ilha, e no final da tarde, depois das 17h, quando o fluxo para acessar o Sul é maior. Essa reversão se adequa sim ao trânsito, porém é uma grande demanda. Quando necessário viaturas se deslocam ao local para orientar a reversão”, explica.

Para a temporada de verão, Rosa diz que a atenção para o monitoramento será redobrada, com a possibilidade de aumentar o número de reversões, se necessário. “Se tivermos que reverter a pista dez vezes por dia, assim será feito, já que o fluxo de veículos nesse trecho praticamente dobra nessa época do ano”, afirma.

Rosa explica que todas as manhãs, por volta das 7h15, o acesso ao Sul da Ilha é trancado no trevo do Rio Tavares por 30 minutos ou um pouco mais quando necessário, com o objetivo de desafogar o trânsito e o grande fluxo que sai dos bairros do Sul. O mesmo acontece nos trevos de acesso aos bairros Campeche e Tapera, com a presença de viaturas e policiais.

O Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) informou que começaria na noite desta terça-feira (5) um trabalho de pintura nas lombo-faixas da SC-405, além de um trabalho de revitalização, com tapa-buracos, retirada de lixo em torno da rodovia e melhorias na sinalização. A previsão é que esse trabalho seja concluído na quinta-feira (7).


Fonte: Diário Catarinense

Região Norte de SC receberá 141 novos policiais militares ainda em 2017

A região Norte de Santa Catarina vai receber um reforço de 141 policiais militares ainda no final deste ano. Eles fazem parte dos 927 soldados que se formam na próxima semana no Estado. Os números foram confirmados pelo secretário de segurança pública, César Augusto Grubba, e o comandante-geral da PM, Paulo Henrique Hemm, na tarde desta terça-feira, em Joinville. Eles estavam na cidade para acompanhar a troca de comando da 5ª Região da PM, quando o coronel Amarildo de Assis Alves passa o comando para o coronel Dirceu Neundorf.

Os números divulgados mostram que serão 43 policiais para o 8º Batalhão e outros 43 para o 17º Batalhão — ambos sediados em Joinville. Além disso, mais 15 serão divididos entre as cidades de São Francisco do Sul, Araquari, Itapoá e Garuva, que também fazem parte da 5ª Região. Os outros 40 policiais vão reforçar a recém-criada 12ª Região da PM — sendo 20 para o 14º Batalhão, sediado em Jaraguá do Sul, e a mesma quantidade para o 23º Batalhão, em São Bento do Sul. De acordo com o comandante-geral da PM, o reforço será muito importante para a região.

— Significa um melhor resultado na atividade operacional buscando nossos interesses, que são gerar segurança e a sensação de segurança — explica.

O reforço no efetivo será maior do que no ano passado, quando 100 policiais foram incorporados aos batalhões da região Norte. A formatura das turmas de novos policiais deste ano acontecem no dia 13. O governador Raimundo Colombo participará da solenidade em Joinville. Após receberem as fardas, os soldados participação da Operação Veraneio antes de serem deslocados aos seus batalhões.

A distribuição para as demais regiões de Santa Catarina será divulgada oficialmente na próxima semana pelo Governo do Estado. Segundo a PM, são levados em consideração critérios técnicos para definir o destino dos novos soldados.


Fonte: Diário Catarinense

Petrobras anuncia queda de 0,10% no preço da gasolina e recuo de 1,40% no diesel

A Petrobras anunciou nesta terça-feira, 5, um novo reajuste para os combustíveis, com queda de 0,10% no preço da gasolina nas refinarias e recuo de 1,40% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir desta quarta-feira, dia 6.

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho passado. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.


Fonte: Diário Catarinense

Lei trabalhista deve criar mais vagas, indica industriais

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) indica que 70% dos industriais acreditam que a reforma trabalhista poderá ter como consequência a criação de novos postos de trabalho. Mas apenas uma parcela minoritária de 19% diz ter certeza dessa consequência. O restante diz que o benefício é "provável". Apesar da campanha do empresariado pela reforma, só 26% dos entrevistados disseram "conhecer bem" a nova legislação e a maioria de 56% diz que só "conhece mais ou menos".

Levantamento inédito da CNI mapeou o impacto da reforma trabalhista na vida das indústrias brasileiras. O estudo feito entre os dias 2 e 17 de outubro com 3.056 empresas de todos os portes confirmou que a reforma foi recebida com entusiasmo no mundo industrial.

Para a maioria dos entrevistados, o emprego será a principal consequência positiva. Dos entrevistados, 19% dizem ter "certeza" que o mercado de trabalho será ampliado, enquanto 51% responderam ser "provável". Entre os vários segmentos ouvidos pela pesquisa, a indústria da construção demonstra maior otimismo: 30% têm certeza que contratarão mais empregados e 48% que provavelmente serão abertos novos postos.

Outros desdobramentos citados por empresários de todos os ramos industriais são a maior segurança jurídica - 28% dizem ter certeza e 45% afirmam ser provável - e o aumento do investimento no futuro - 15% responderam com certeza e 47%, provavelmente.

Quando solicitados a apontar para benefícios objetivos da Lei, 62% citaram a maior força das negociações coletivas e 50% mencionaram a permissão para terceirizar qualquer atividade. Um dos temas mais polêmicos da reforma, o contrato de jornada intermitente, foi lembrado por apenas 15%.

Apesar da expectativa positiva, poucos industriais dizem ter conhecimento pleno da nova legislação. Entre os consultados, 56% disseram "conhecer mais ou menos" e 11% disseram "conhecer de ouvir falar". A parcela que responde "conhecer bem" a reforma é relevante, mas minoritária: 26%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Fonte: SPC Brasil

Natal: 11% dos pais que pretendem presentear irão atrasar contas para atender aos desejos dos filhos, mostra pesquisa do SPC Brasil

Gastos com cartão de crédito, impostos de início de ano e contas básicas de água e luz serão os mais atrasados para as compras de Natal para os filhos

Para satisfazer a vontade dos filhos no Natal, com a compra de brinquedos e presentes, alguns pais acabam tomando atitudes extremas. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL): a grande maioria dos pais não pretende deixar de pagar contas para atender a vontade dos filhos (82%), mas expressivos 11% admitem que irão atrasar alguma conta para presenteá-los. A fatura do cartão de crédito (7%), os impostos de início de ano (3%) e as contas básicas de água e luz (2%) serão as mais atrasadas com essa finalidade.

O levantamento revela que 70% dos que pretendem presentear no Natal possuem filhos e, em 49% dos casos, os presentes dados a eles serão escolhidos apenas pelos pais, em 44% serão escolhidos conjuntamente com os filhos e 6% somente pelos filhos.

De acordo com o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli, muitos pais e mães acabam se complicando financeiramente porque não querem que o filho passe por frustrações, mas isto é normal e até desejável: “É fundamental que eles deem presentes que estejam de acordo com as posses da família e com sua realidade financeira. Do contrário, estarão transmitindo a mensagem de que é normal comprometer o orçamento da casa e deixar de honrar compromissos assumidos para satisfazer seus impulsos de consumo; um exemplo nada saudável para o futuro”.

Para minimizar a frustração das crianças, o educador recomenda que os filhos façam uma lista de presentes com opções variadas de preços, tamanhos e marcas, dando ao pai ou a mãe a liberdade de escolher uma das opções sugeridas.

Metodologia

As entrevistas se dividiram em duas partes. Inicialmente ouviu-se 1.632 consumidores nas 27 capitais para identificar o percentual de quem pretendia ir às compras no Natal e, depois, a partir de 600 entrevistas, investigou-se em detalhes o comportamento de consumo no Natal. A margem de erro é de no máximo 2,4 e 4,0 pontos percentuais, respectivamente. A uma margem de confiança de 95%.


Fonte: CNC

Percentual de famílias inadimplentes recua pelo segundo mês consecutivo

Cartão de crédito permanece como a principal forma de endividamento (76,9%)

Adicionar aos meus Itens A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que o percentual de famílias endividadas alcançou 62,2% em novembro de 2017, a quinta alta consecutiva, com aumento de 0,4 ponto percentual na comparação com outubro. Também houve incremento em relação ao mesmo período de 2016, quando o indicador alcançava 59,6% do total de famílias.

Apesar da alta do percentual de famílias endividadas, a proporção daquelas com dívidas ou contas em atraso diminuiu em novembro, atingindo 25,8% das famílias, ante 26% em outubro. É a segunda queda mensal consecutiva, após o indicador ter alcançado o maior patamar do ano em setembro (26,5%). Na comparação com novembro de 2016, entretanto, houve alta de 1,4 ponto percentual.

A proporção de famílias que declararam não ter condições de pagar as suas contas ou dívidas em atraso e que, portanto, permaneceriam inadimplentes ficou estável em 10,1% entre outubro e novembro, mas apresentou alta em relação aos 9,5% de novembro de 2016.

“A taxa de desemprego ainda bastante alta ajuda a explicar a dificuldade das famílias em pagar suas contas em dia e o pessimismo elevado em relação à capacidade de pagamento”, afirma Marianne Hanson, economista da CNC.

Nível de endividamento

A proporção das famílias que se declararam muito endividadas ficou estável entre os meses de outubro de 2017 e novembro de 2017 – em 14,6% do total de famílias. Na comparação anual, houve alta de 0,1 ponto percentual. O percentual de famílias que se declararam pouco endividadas teve leve alta na comparação mensal: passou de 24,5% para 24,6% do total de entrevistados. Em relação ao mesmo período de 2016, também ocorreu aumento de 0,6 ponto percentual.

Prazo de endividamento

O tempo médio de atraso para o pagamento de dívidas foi de 64,2 dias em novembro de 2017, superior aos 63,3 dias de novembro de 2016. Em média, o comprometimento com as dívidas foi de 7,1 meses, sendo que 32,3% das famílias possuem dívidas por mais de um ano. Entre aquelas endividadas, 23,8% afirmam ter mais da metade da sua renda mensal comprometida com o pagamento de dívidas.

Para 76,9% das famílias que possuem dívidas, o cartão de crédito permanece como a principal forma de endividamento, seguido de carnês (16,7%) e financiamento de carro (10,4%).

A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic Nacional) é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com cerca de 18.000 consumidores.

 

Acompanhe a CDL de Florianópolis nas redes sociais:

Facebook Twitter Instagram YoutubeCDL de Florianópolis

Para garantir que nossos informativos cheguem à sua caixa de entrada, adicione
o e-mail contato@newscdlfpolis.com.br ao seu catálogo de endereços.

 

Voltar