ASSOCIADO |

Dicas ao Consumidor

O atendimento ao consumidor é um serviço disponibilizado à sociedade em prol de resguardar os direitos dos consumidores e dos lojistas frente ao Código de Defesa do Consumidor e Regulamento Nacional de SPCs.

Dúvidas Frequentes

COMO LIMPAR MEU NOME?

1. Procurar o SPC pessoalmente, portando:
Carteira de identidade;
CPF.

2. Terceiros:
Procuração assinada pelo solicitante, constando o CPF e data de nascimento do solicitante, com firma reconhecida pelo cartório;
Xerox do CPF e identidade do solicitante;
Apresentação do documento de identidade original do procurador.
O lojista tem 24 horas, a contar da data da confirmação do pagamento, para solicitar a baixa junto a CDL.
A baixa é solicitada via internet, arquivo ou boleto próprio.
A CDL tem 24 horas para baixar o registro no seu banco de dados

3. Quem tem nome no SPC:
Não pode comprar a prazo;
Não pode ser avalista;
Não consegue financiamento em bancos e instituições financeiras.

4. Como o consumidor é notificado:
Recebe um comunicado do SPC da CDL. Ele tem 10 dias, a contar da data da emissão do comunicado, para quitar a dívida, caso contrário, o nome é incluído no cadastro do SPC.

DICAS PARA NÃO FICAR INADIMPLENTE

- Privilegiar os pagamentos à vista;

- Planejamento financeiro para garantia até a aposentadoria;

- Planilha mensal dos gastos domésticos;

- Nas compras a prazo, prefira um número menor de prestações;

- Somar os juros e calcular o preço final dos produtos comprados a prazo;

- Não se ater ao valor da prestação, e sim ao valor final do produto;

- Manter sempre uma reserva financeira por segurança;

- Evitar fazer transações contraindo empréstimos bancários;

- Não comprometer toda a renda com compras, deixando uma reserva para eventualidades.

FRAUDES E GOLPES

Consumidor, alguns fatos podem deixá-lo em situações desfavoráveis, como a FRAUDE ou o GOLPE com utilização indevida dos seus documentos, principalmente o RG e CPF.

Por isso, disponibilizamos algumas DICAS para tentar evitar tais problemas:

- Se possível, não assine na parte de trás de seus cartões de créditos. Escreva no verso, “SOLICITAR A RG”;

- Tire cópia de todos os seus documentos. Não se esqueça de copiar frente e verso. Isso facilitará a retirada de novos documentos caso algum deles seja furtado/roubado;

- As maiores fraudes acontecem com a adulteração do RG, CPF e cartões de crédito, assim, sempre que fornecer estes documentos para alguém, mantenha eles ao alcance de sua visão para evitar a cópia não autorizada.

- Procure selecionar seu local de compras, adquirindo os produtos em locais de confiança e que possuam segurança;

- Não abra sua carteira em locais públicos e não deixe seus documentos com estranhos;

- É importante que sempre que houver a necessidade da entrega da cópia dos documentos pessoais em algum estabelecimento público ou privado, se coloque "duas linhas" paralelas, na cópia, tal como num cheque cruzado e dentro desse cruzamento escrever: "entregue para a loja X" ou, então, entregue ao órgão público "Y". Isso ajuda a evitar que seus documentos sejam utilizados para abertura de contas, solicitação de empréstimos, caracterizando a fraude;

- Jamais forneça qualquer senha a outras pessoas e não aceite ou solicite ajuda de terceiros quando estiver na agência bancária ou caixa eletrônico, exceto quando a ajuda for de funcionário do banco, identificado para operar os terminais eletrônicos. Ao finalizar qualquer operação, pressione a tecla "Anula" antes de deixar o local.
O correntista /consumidor é responsável por todo e qualquer uso que seja feito do cartão magnético até o momento em que a sua perda ou furto seja comunicado ao banco;

- Em caso de furto ou roubo dos seus documentos, faça o mais rápido possível um Boletim de Ocorrência e comunique aos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC. Isto comprovará ao comércio de modo geral que você tomou todas as ações imediatas e evitará futuros problemas;

Contate com o 0800 7298888 e solicite a inclusão de um alerta em seu cadastro.
Também informe a Central de atendimento do cartão de crédito, quando necessário. Anote em um lugar seguro e de fácil acesso os telefones das administradoras dos cartões e do banco onde é correntista;

INFORMAÇÕES NO SPC

1. Como fazer para verificar se meu nome está incluído no serviço de proteção ao crédito?
R: Compareça ao balcão de atendimento do SPC - Serviço de Proteção ao Crédito de sua cidade, munido, obrigatoriamente, de documentos de identificação (RG e CPF).

2. Recebi uma carta do SPC, avisando que o meu nome está sendo incluído no banco de dados de devedores. Como eu faço para consultar meu nome?
R: Compareça ao balcão de atendimento do SPC de sua cidade, munido, obrigatoriamente, de documentos de identificação (RG e CPF) e solicite uma consulta. A entidade que o atender poderá verificar quais as empresas que incluíram registros de inadimplência em seu nome. Na carta que você recebeu está indicado o nome da empresa que solicitou a inclusão.

3. Estou registrado no SPC, porém desconheço o débito. O que fazer?
R: Vá até o SPC de sua cidade, munido de documentos (RG e CPF) e solicite uma consulta, identificando a empresa que promoveu a inclusão do registro de débito.
De posse desta informação, mantenha contato com a empresa e verifique a origem do registro e analise as opções disponíveis para a regularização da situação. Após o pagamento do débito existente ou renegociada a dívida, a empresa procederá com o cancelamento do registro junto ao banco de dados do SPC.

4. Como devo fazer para pagar minha dívida?
R: Faça contato com a empresa com a qual você está em débito. Caso não saiba qual é a empresa ou onde ela está localizada, compareça no SPC de sua cidade, munido de documentos (RG e CPF) e solicite uma consulta, identificando a empresa que promoveu a inclusão. A entidade que presta o atendimento pode auxiliá-lo na localização do endereço ou telefone de contato da empresa.
Procure a empresa e verifique as formas de pagamento disponíveis.

5. Já paguei minha dívida. Como faço para tirar meu nome do SPC?
R: A empresa, assim que recebe o pagamento do que lhe é devido, envia ao SPC ao qual é associada, o pedido de cancelamento do registro. Caso o pagamento tenha sido efetuado e o registro continue constando no SPC, mantenha contato com a empresa e informe sobre a permanência do registro. É preciso que a empresa verifique se não restam outros débitos pendentes.
Em se tratando de empresas sediadas em outras cidades, compareça ao SPC de sua cidade, munido do comprovante de pagamento (original e cópia). A equipe de atendimento da entidade encaminhará cópia deste comprovante ao SPC da outra cidade, que manterá contato com a empresa, solicitando que esta faça as devidas verificações, providenciando o cancelamento.

Atenção: em caso de carnês ou débitos compostos de várias prestações, é preciso apresentar o documento completo, comprovando o pagamento de todas as parcelas.

6. Tenho cheques devolvidos. O que faço para regularizar minha situação?
R: Pague os cheques aos seus credores, resgatando-os. Compareça à agência bancária de origem destes cheques (onde você tem ou tinha conta corrente), de posse destes cheques, apresentando-os à gerência. A partir daí o próprio Banco se encarregará de tomar as providências para exclusão do seu CPF do cadastro de emitentes de cheques sem fundos do Banco Central (CCF). Caso os cheques tenham sido registrados no banco de dados do serviço de proteção ao crédito, caberá ao credor (a quem você pagou o débito para resgatar o cheque), providenciar o cancelamento do registro no SPC.

7. Tenho alguns cheques devolvidos, porém, não sei quem são os credores. Como proceder?
R: Compareça à sua agência bancária (ou à agência de origem dos cheques) e solicite a microfilmagem dos mesmos, a fim de localizar o nome e endereço da empresa credora. Negocie a dívida, resgate os cheques e siga os passos descritos na pergunta acima.